• 1.png
  • 2.png
  • 3.png
  • 4.png

 gif2(maior)afro amzonico 

 

Roda de conversa ENSINO DE ARTES, com o Profº Rodrigo Kafungeji

 vozes de fulo

  

 

 

 

 

 

Evento Conversas com Objetos Em Belém

 

CONVERSAS COM OBJETOS EM BELÉM

 

Evento que integra o projeto Episódios do Sul do Goethe-Institut, discute história da arte e cultura material e reúne especialistas em torno de objeto de cerâmica marajoara

 

Por que a história da arte tem que ser contada sempre do ponto de vista europeu? Como seria uma história da arte que fosse narrada, por exemplo, pela cultura indígena?

Buscando pensar outros discursos possíveis no campo da história da arte e examinar as relações simbólicas que estabelecemos com a cultura material, o Goethe-Institut organiza a terceira edição do encontro Conversas com Objetos. A ideia é reunir especialistas de formações diversas e interessados em cultura material para elaborar discursos acerca de um objeto escolhido para a ocasião, com o intuito de refletir sobre perspectivas não-europeias da história da arte.

O encontro, que já aconteceu em São Paulo e no Rio de Janeiro em 2015, será realizado desta vez em Belém, importante centro de atividades artístico-culturais do país, no dia 14 de junho, terça-feira, às 19h, na Casa das Onze Janelas (Praça Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha). Gratuito e aberto ao público, tem coordenação de Claudia Mattos Avolese (Unicamp) e participação do professor Alexandre Sequeira (UFPA), do artista Éder Oliveira, do historiador da arte Nelson Sanjad (Museu Emílio Goeldi) e da professora Denise Shaan (UFPA).

Em Belém, Conversas com Objetos irá girar em torno de um objeto da cerâmica marajoara.  Claudia Mattos, coordenadora do projeto, conta um pouco sobre a escolha do objeto: “[neste objeto]Podemos ler a história de uma cultura que, em seu tempo estava integrado a uma rica e complexa rede de outras culturas nas Américas. Na cerâmica marajoara, podemos também ler outra versão da história de colonização das Américas e da organização geopolítica e cultural da região. Trata-se de uma oportunidade para construirmos novas narrativas, sobre a presença do ‘sul’ em uma história mundial”.

Como aponta Heldilene Guerra, diretora do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, “o evento é importante porque reúne instituições de Belém e de São Paulo, como o Museu Paraense Emílio Goeldi, o mais antigo do país, e o Goethe-Institut, além da Casa das Onze Janelas SIM/SECULT-PA e as universidades”. O Conversas com Objetos integra o projeto Episódios do Sul, concebido pelo Goethe-Institut, e faz parte do projeto colaborativo e cultural Na Varanda, além de contar com o apoio, entre outras, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Casa das Onze Janelas

A Casa das Onze Janelas foi inaugurada desde 2002 e atende a programações que ativam a participação do público no diálogo com obras expostas no espaço, assim como os artistas que fazem parte deste circuito, a partir de um programa educativo do Sistema Integrado de Museus e Memoriais/SECULT. As Onze Janelas, como é carinhosamente chamada, é constituída por um acervo de arte moderna e contemporânea a nível local, nacional e internacional, contando com aproximadamente 22 coleções em um total de 2 mil obras. Este acervo é apresentado ao público em uma agenda de pauta que é construída anualmente pelo Museu, com editais, projetos com exposições individuais e coletivas. Por meio de visitas agendadas ao espaço, e também pela circulação do publico flutuante, o acervo é disponibilizado em algumas exposições ativando o contato com o publico por meio de ações educativas. Paralelamente, são realizadas parcerias e apresentações de projetos que envolvem oficinas, workshops, diálogos com artistas, ativando o Museu em seu caráter coletivo na imersão de se relacionar com o público em geral.

Projeto Na Varanda

O “Na Varanda” se apresenta como um livre e aberto conjunto de ações que visa dinamizar e redimensionar os múltiplos usos de instituições culturais, educativas e sociais a exemplo dos museus, vistos também, num ponto de vista contemporâneo como espaços de bem-estar social, lazer e entretenimento sociocultural. O projeto “Na Varanda” contorna-se pelos conceitos da sociomuseologia, quando assume o papel social e cidadão que os museus possuem. Sociomuseologia é uma definição destacada pelo Movimento Internacional para uma nova museologia MINOM do ICOM – Conselho Internacional do Museu por meio do administrador e consultor francês Huges de Varine. No Brasil, os grandes pesquisadores e estudiosos do conceito de sociomuseologia são Waldisa Russio - professora emuseóloga, uma das personalidades mais influentes no desenvolvimento do pensamento teórico da Museologia e de sua consolidação como campo disciplinar no Brasil e o professor Mário de Souza Chagas.

Projeto Episódios do Sul

Buscar visões e contribuições do Sul na arte, na ciência e na cultura, em um contexto de crescente globalização é o objetivo do projeto Episódios do Sul, concebido pelo Goethe-Institut São Paulo. Ao longo de três anos, através de rodas de discussão, seminários, grupos de pesquisa, residências e produções artísticas, serão colocadas em pauta as visões próprias do sul em relação à história da arte global, o futuro dos museus, utopias possíveis, mediação do conhecimento, entre outros temas. www.goethe.de/brasil/episodios

 

realização

 

 

Serviço
Encontro

 

CONVERSAS COM OBJETOS | HISTÓRIA DA ARTE E CULTURA MATERIAL

14 de junho, terça-feira | 19h

Casa das Onze Janelas

Praça Frei Caetano Brandão, s/n – Cidade Velha

Gratuito | Aberto ao público

Não é necessária inscrição

 

 

Assessoria de imprensa

 

Goethe-Institut São Paulo

Simone Malina - O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Tel (11) 3296 7022

Gabriel Borges – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Tel. (11) 3296 7024